Ciclistas de Florianópolis ganham espaço para treinamento

A partir deste domingo, dia 7 de maio, o projeto “Via Amiga do Ciclista” destinará parte da Avenida Beiramar Norte para a circulação e o treinamento de ciclistas das 06h às 09h da manhã.

O trecho aberto aos ciclistas será do Koxixos ao Trapiche, utilizando as 3 faixas do sentido Bairro-Centro, formando um circuito de aproximadamente 5km (ida e volta).

O trânsito será desviado na altura do Direto do Campo para a Rua Rui Barbosa e Frei Caneca, e motoristas que desejarem retornar à avenida devem seguir pela Rua Bocaiúva e Rua Almirante Lamego até o acesso da Rua Arno Hoeschl. O bolsão do Koxixos será usado pelas assessorias esportivas, e o estacionamento de veículos deverá ser feito no Direto do Campo ou em qualquer outro estacionamento do bordo interno da Avenida Beiramar. A Guarda Municipal estará no local para orientar os motoristas e pedestres.

Após o horário de treino também haverão atividades recreativas e culturais nos bolsões de estacionamento da Casan e do Trapiche, das 09h às 17h.

SOBRE O PROJETO

A Via Amiga do Ciclista será uma alternativa à circulação nas rodovias da cidade, pelo menos aos domingos. A idéia surgiu depois de muitos casos de atropelamento, em especial na SC-401, onde muitos atletas treinam por ser parte do circuito utilizado no Ironman Brasil. Iniciativas semelhantes acontecem em outras cidades do Brasil e do Mundo.

Um dos idealizadores do projeto, Sander DeMira, que também é presidente da ACIF, conta que estava muito próximo do incidente que tirou a vida de Roger Bittencourt em 2015, e que depois disso começou a ir atrás de uma solução para oferecer segurança aos triatletas e ciclistas da cidade.

Escolhemos a Avenida Beiramar Norte não só por ser onde tem mais espaço, mas também por conta da visibilidade. Queremos fazer o ciclismo ser visto e valorizado, e consequentemente respeitado. Além disso será um excelente local para desenvolver o treinamento de forma mais adequada, com o acompanhamento das assessorias esportivas. É um incentivo à prática de esportes na cidade.“, explica Sander.

Além da maior segurança para os ciclistas em treinamento, um dos principais diferenciais deste tipo de iniciativa é que será possível pedalar em velocidades mais altas e em pelotão, onde todo um conjunto de estratégias pode ser exercitado. Atualmente o treinamento em rodovias e ciclovias dificulta ou impede esta prática, que é essencial para a formação completa das habilidades técnicas dos ciclistas.

As ciclovias são feitas para pedalar a cerca de 20km/h. Muitos ciclistas pedalam mais rápido que isso, e atletas podem passar dos 40km/h. É complicado, pode ser até perigoso, pois tem outros usuários na via a pé, de patins, skate, etc, além de muitos pontos onde pedestres podem atravessar. A Via Amiga do Ciclista vai trazer maior segurança e liberdade para todos.“, complementa Sander.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Uma das principais críticas nas redes sociais é referente ao horário de funcionamento da Via Amiga do Ciclista. Muitos acham inadequado, e até inútil, destinar o espaço tão cedo da manhã e por tão pouco tempo.

Sobre isso, Sander DeMira explica: “Esse é o horário que os atletas já costumam treinar. Quem vai lá pra treinar vai chegar cedo, e quem for pra passear provavelmente vai chegar mais tarde quando os atletas já estão no fim do treino. Mesmo depois das 09h vão poder continuar pedalando na ciclovia. A prefeitura já sinalizou que dependendo do volume de ciclistas pode abrir a possibilidade de extender o horário de funcionamento, ou começar mais cedo, e até levar a idéia para outros locais da cidade. Tudo depende de como vão ser as primeiras semanas. Por enquanto achamos que estas 3 horas já serão o suficiente.

PÚBLICO ALVO

O projeto a princípio é voltado ao treinamento de atletas, sejam do triathlon ou do ciclismo, profissionais ou amadores. No entanto, nada impede que qualquer ciclista usufrua da estrutura, afinal continua sendo uma via pública.

Quem quiser ir lá para passear, pode ir. Inclusive patinadores de velocidade também estão convidados a participar. O único requisito é ter atenção e cuidar da segurança pra evitar incidentes. O mais importante neste momento é ter o máximo de adesão, para que possamos nos estabelecer de forma definitiva e até expandir o projeto.“, comenta Sander.

OPINIÃO BICICLETOPOLIS

A Via Amiga do Ciclista é uma excelente iniciativa que certamente trará benefícios para quem treina na capital, podendo inclusive se tornar um destino para quem mora em cidades próximas. A equipe do Bicicletopolis deseja sucesso ao projeto e também aos ciclistas.

Mas é necessário ter discernimento para não confundir um projeto esportivo com um projeto de mobilidade urbana. A proposta é clara: criar um espaço para a prática do ciclismo esportivo. É bem diferente, por exemplo, da Ciclofaixa de Domingo que acontece em Coqueiros, que tem um viés voltado para o lazer contemplativo e também serve como rota ciclística comum.

É bom lembrar que nos outros 6 dias da semana continuaremos expostos à falta de estrutura das ruas e rodovias da cidade. Nosso desejo é que a prefeitura dê mais atenção não só ao ciclismo esportivo, mas também ao uso da bicicleta no dia a dia dos cidadãos. É urgente a necessidade de ampliação da estrutura cicloviária da cidade, com qualidade, bem como de fiscalização nas ciclofaixas que são constantemente usadas como estacionamento. Melhor do que ter uma Via Amiga do Ciclista aos domingos é ter a cidade inteira amigável ao uso da bicicleta todos os dias!

——————————————

SAIBA MAIS

Reportagem no Jornal do Almoço

Artigo no Tudo Sobre Floripa

Via Amiga do Ciclista no Facebook

——————————————